Diferentes métodos de construção: Você conhece todos eles?

Os profissionais da construção civil precisam conhecer os diferentes métodos de construção para se manterem atualizados e preparados para o mercado.

Se você trabalha no ramo da construção civil, sabe que existem diferentes sistemas construtivos. Apesar de no Brasil haver métodos de construção que são mais utilizados que outros, novos sistemas estão ganhando cada vez mais espaço no mercado.

Por isso, os profissionais da área precisam conhecer as características dos diferentes métodos de construção. Caso você ainda não conheça detalhes dos principais sistemas que estão sendo utilizados no Brasil, continue lendo nosso post para descobrir!

1. Alvenaria tradicional

Na alvenaria tradicional, que é o método mais utilizado no Brasil, são usados tijolos cerâmicos ou de concreto para fazer a divisão de ambientes. A parte estrutural da edificação é feita com vigas, pilares e lajes de concreto.

As principais vantagens de usar esse sistema construtivo são: facilidade para encontrar materiais, mão de obra e para fazer reformas no futuro. Mas, ele também possui desvantagens, como a grande produção de entulho, tempo de construção e custo elevados.

2. Concreto pré-moldado

A grande diferença desse método, que é bastante usado no Brasil para construção de empresas, é a forma que as peças são produzidas. O concreto pré-moldado é fabricado em indústrias e depois ele é transportado até a obra. Na finalização, podem ser usados drywall ou placas cimentícias para que a aparência não fique tão rústica.

Ele é vantajoso, porque não gera muitos resíduos, a construção é rápida e ele permite que sejam criados diversos vãos grandes (podem chegar até 60 metros).

Entretanto, ele não permite que haja flexibilidade no projeto, é preciso contratar mão de obra e equipamentos especializados, e o custo deve ser avaliado caso a caso. Em certos cenários o concreto pré-moldado pode ter um bom custo-benefício. Mas, em outros, a fabricação das peças e o transporte dessas até a obra pode não compensar financeiramente.

3. Light steel frame

A estrutura das construções em light steel frame é feita com perfis de aço galvanizado e, depois, o fechamento das paredes geralmente é realizado com drywall, madeira ou placas cimentícias.

Apesar de ser comum em outros países, como Estados Unidos, essa técnica é pouco usada no Brasil. Entre as principais vantagens do light steel frame estão: a rapidez da obra, resistência do material, geração de resíduos baixa, precisão na estruturação e bom isolamento acústico e térmico.

Porém, conseguir o material desse sistema no Brasil não é fácil e não há muita mão de obra especializada no país. Por isso, o custo do light steel frame costuma ser elevado.

4. Wood frame

O wood frame é bem parecido com o sistema de light steel frame, mas no lugar de perfis de aço são utilizados perfis de madeira de reflorestamento. Esses são cobertos por chapas de OBS (painel com tiras orientadas de madeira), drywall ou placas cimentícias.

O método é muito utilizado nos Estados Unidos e aqui pode ser encontrado principalmente no sul do país. Ele é interessante, porque é sustentável, produz poucos resíduos, tem bom isolamento térmico, acústico e a construção é rápida.

Contudo, para que fique protegida da umidade e dos cupins, a estrutura de madeira precisa ser autoclavada. Além disso, algumas desvantagens desse método são a necessidade de mão de obra especializada e de manutenção na madeira, o que encarece o sistema construtivo.

5. Containers

Os containers são ótimos para clientes que desejam ter um projeto moderno, industrial e sustentável (quando se utiliza containers usados). A construção do projeto costuma ser rápida, porque alguns containers podem ser simplesmente desmontados, levados ao canteiro e remontados no novo local.

Essa é uma ótima opção também, porque o custo é baixo, assim como a produção de resíduos e a utilização de materiais, como tijolos, areia, cimento, entre outros. Mas, se for utilizado um container usado, por exemplo, é preciso fazer uma avaliação antes e uma manutenção.

Outras desvantagens são a necessidade de mão de obra especializa e de melhorar o isolamento térmico e acústico, já que as paredes são de metal. Os profissionais precisam prestar atenção também no tamanho do canteiro, para saber se será possível fazer a obra. Ele deve ter espaço, por exemplo, para a movimentação do container.

E aí, você conhecia bem todos esses diferentes métodos de construção? Para saber mais sobre o setor acesse o blog da Inove Sua Obra!

Comments

Comentários


Deixe uma resposta