Quanto material vou usar na minha obra?

Um pedreiro precisa saber quanto usará de cada material em uma obra para que não tenha problemas durante a realização do trabalho. Afinal, se ele comprar produto a mais terá desperdício. Se ele comprar a menos pode atrasar a obra esperando o material chegar ou até obter peças que não são exatamente iguais.

Caso você ainda não saiba como calcular o que será utilizado em sua obra, fique tranquilo. A seguir, explicaremos como você pode fazer as contas para não ter prejuízo em seu trabalho!

Como calcular quanto material será usado na obra

Em uma obra são utilizados diversos materiais, como tijolos, cimento, niveladores de pisos, etc. O mais indicado para saber quanto você precisará comprar de cada é observar o projeto do arquiteto ou engenheiro civil responsável.

Esse documento é importante, porque ele tem todas as medidas da obra. Com esses números, é possível saber a área que será construída, o tamanho das paredes, áreas a serem pintadas, entre outros. E é com esses dados que você conseguirá calcular a quantidade de materiais para a obra.

Lembre-se de que o ideal é comprar 10% a mais do que o resultado do cálculo, para ter uma margem de segurança. Assim, se algum material quebrar ou estragar, você não precisará comprá-lo novamente.

Tijolo

Atualmente, existem tijolos de diferentes tamanhos, tipos e isso faz diferença na quantidade de itens usados em uma construção. Por isso, antes de fazer o cálculo, você precisa saber qual modelo vai utilizar na obra.

Depois de decidir esse item, calcule a área total das paredes, sem descontar o espaço de paredes e janelas. Em seguida, multiplique a altura pela largura do tijolo para saber quantos itens você vai gastar por metro quadrado. Após isso, é só multiplicar a área da parede pelo valor gasto de tijolos em metro quadrado.

Tinta

Para fazer essa conta você também precisa saber exatamente qual tinta será usada, pois o rendimento muda dependendo da marca e do tipo escolhido. Essa informação geralmente é encontrada na embalagem da tinta.

Após escolher a tinta, multiplique a altura da área a ser pintada pelo comprimento, mas aqui lembre-se de descontar o espaço de portas e janelas. Em seguida, multiplique esse resultado pela quantidade de mãos que você pretende fazer na pintura. Depois você tem que dividir esse valor pelo rendimento de litro da tinta por metro quadrado.

Pisos e revestimentos

Para os pisos novamente será necessário descobrir a área que será revestida. Veja o rendimento do produto na embalagem e divida a área por esse número. Aqui você não pode se esquecer de que quanto maior a peça, maior será o desperdício nos cortes.

Então, fique atento a isso. A regra é manter a margem de segurança de 10% a mais para peças de 15 centímetros e 15% para peças de 30 centímetros ou mais.

Cimento

O cálculo para uso de cimento é um pouco mais complicado, pois depende da mistura que você vai fazer na obra, por exemplo, quanto você usará de cimento e areia em sua composição.

O ideal é pegar a sua medida, como 1 litro de cimento para 3 de areia por metro quadrado, e multiplicar o valor pela área em que a mistura será usada. O cimento geralmente é vendido em sacos de 50 kg, então você ainda tem que se lembrar de fazer a conversão.

Isto é, 50 kg equivalem a 40 litros de cimento. Então, o valor obtido em litros em sua primeira conta terá que ser dividido por 40 para que você descubra quantos sacos de 50kg terá que comprar.

Atualmente, existem calculadoras online feitas para ajudar no cálculo de materiais. Então, se você estiver em dúvida sobre algum elemento, como cimento ou piso, pode ser uma boa ideia utilizar uma dessas calculadoras.

E, se você está precisando comprar materiais para a sua obra, é só acessar a nossa loja e procurar o que você necessita!

Comments

Comentários


Deixe uma resposta