5 Dicas de pintura para interiores

Está pensando em mudar o visual da sua casa e não sabe como? Comece pelas paredes.

Isso mesmo! O tom e o acabamento dados ao interior do ambiente vão deixá-lo mais atraente e preparado para receber móveis e peças de decoração que irão compor e realçar o charme da sua residência.

Essa é uma tarefa que nem sempre requer a contratação de um profissional, uma vez que com dedicação e disciplina para seguir boas dicas de pintura para interiores, você vai conseguir economizar um bom dinheiro e ainda se sentirá orgulhoso com o trabalho feito com suas próprias mãos.

Mas não se esqueça que, nas dicas de pintura para interiores, a principal delas é prestar bastante atenção nos detalhes do processo, já que você e sua família merecem o melhor! Por isso, além da beleza do trabalho final, vale destacar a importância de impermeabilizar o ambiente antes da pintura e do acabamento. Isso fará toda a diferença na qualidade da sua reforma e vai garantir que o imóvel não sofra, futuramente, com danos e infiltrações.

As melhores dicas de pintura para interiores

Quer colocar logo a mão na massa? Outra das melhores dicas de pintura para interiores é: comece com um cômodo pequeno e relativamente fácil, se você for um pintor amador. Com o resultado positivo que você terá, amplie a tentativa para todos os ambientes. Então, utilize as outras dicas de pintura para interiores e dê um up na sua casa.

1 – Planejar é preciso

As dicas de pintura para interiores começam sempre com a recomendação de segurança: não basta comprar as tintas e sair pintando, é importante se planejar para o trabalho que terá. Avalie, com antecedência, qual parte da casa irá pintar. Veja o estilo que quer dar para aquele ambiente e não hesite em pesquisar em revistas especializadas e sites de decoração. A escolha das cores e a qualidade do material são de fundamental importância para evitar desperdício de tempo e dinheiro.

Para saber se uma cor ou textura ficará bem em um determinado local, usufrua das modernidades tecnológicas. É possível baixar gratuitamente aplicativos e tablets (desenvolvidos pelas próprias marcas de tinta) que utilizam realidade aumentada para mostrar como ficará a pintura nos ambientes.

2 – Liste os materiais

O próximo passo das dicas de pintura para interiores é listar tudo o que é necessáriopara esse trabalho.

Vamos aos materiais:

  • Lixa;
  • Lona plástica;
  • Impermeabilizante;
  • Tinta;
  • Fita crepe;
  • Rolo de pintura, extensor de rolo, espátula;
  • Massa corrida;
  • Misturador;
  • Escada.

Além dos materiais listados serão necessários jornais, pedaços grande de tecidos e plásticos para proteger objetos que não possam ser removidos do local, tais como móveis, itens de decoração, lâmpadas, etc.

3 – Prepare a parede

Antes de pintar as paredes é preciso prepará-la e deixá-la em boas condições, sem rachaduras, mofos e infiltrações.

Para isso, forre o piso com a lona plástica e proteja maçanetas, rodapés, interruptores e batentes das portas com fita crepe. Remova toda a tinta descascada com uma espátula e uma escova de arame, conserte as imperfeições com a massa corrida.

Após a secagem, lixe cuidadosamente e passe uma escova para retirar o pó.

É importante ressaltar, nessas dicas de pintura para interiores, o uso do impermeabilizante em locais onde tenham infiltração e umidade – que, com o passar do tempo, podem danificar a pintura e, em situações mais graves, a estruturado imóvel.

O uso desse produto deve ser feito conforme descrito na embalagem do fabricante e, em caso de dúvidas, um profissional da construção deve ser acionado.

4 – Cubra as paredes com cores

Para pintar as paredes você pode utilizar a trincha ou o rolo. Nas dicas de pinturas de interiores é aconselhável a utilização de tintas à base de água ou de látex, fazendo a aplicação com o rolo, seguindo sempre na posição vertical. Espere a tinta secar e aplique a próxima camada. Nas bordas e cantos, utilize o pincel para ter melhores resultados.

Para o teto, escolha uma tinta com consistência e que favoreça a aplicação. Em banheiros ou áreas que tenham a presença de umidade, escolha produtos que tenham substâncias antifúngicas.

5 – Calcule a quantidade de tinta

Muitas pessoas ficam com dificuldade no momento de calcular a quantidade de tinta a ser utilizada no ambiente, mas o cálculo é bem simples!

Meça a parede e multiplique a largura com a altura. Em seguida, multiplique pelo número de demãos necessárias para uma boa cobertura (geralmente de duas a três). O resultado deste cálculo será dividido pelo rendimento do produto, que já vem especificado na embalagem.

Quer um exemplo?

– Parede: 4 X 5 = 20

– Demãos: 2

– Rendimento do fabricante: 10 metros quadrados

Cálculo:

20 X 2 = 40

40/ 10 = 4

Serão necessárias 4 latas de tintas.

E, como sugestão para a impermeabilização, apresentamos o Rebotec Impermeabilizante, aditivo em pó para impermeabilizar concretos e argamassas. É um super produto, com garantia de 20 anos, sendo a solução definitiva para os problemas de umidade, infiltrações e mofos em sua obra.

Gostou das nossas dicas de pinturas para interiores? Elas vão te auxiliar na economia e qualidade, além é claro, de aumentar sua segurança ao realizar uma reforma em sua residência.

Comments

Comentários


Deixe uma resposta