10 Curiosidades sobre o trabalho de pedreiro no Brasil

Dizem que o Brasil não é para amadores. Ser pedreiro no Brasil, então, é uma tarefa só para os bons! Afinal, trabalhar de sol a sol com uma marmitinha esperta (que já tem gente vendendo por até 50 reais) como companhia na hora do almoço é para os fortes!

E competentes, é claro: o pedreiro no Brasil precisa mostrar serviço, qualidade e comprometimento se quiser seguir na profissão, que enfrenta crises e picos de desemprego quando a situação financeira da população aperta. São cerca de 7 milhões de trabalhadores da construção civil, atualmente, devido à recessão dos últimos anos. Mas esse número já foi – e voltará a ser – bem maior.

Para não te desanimar em um dia de serviço de sol rachando com notícias que podem ser desesperadoras, separamos essa lista de curiosidades sobre o trabalho de pedreiro no Brasil. Ela serve para te divertir, mas também para que você a mostre aos colegas, patrões e familiares.

Quando mais pessoas conhecerem de maneira detalhada essa profissão tão incrível, menos problemas – incluindo a desvalorização da força de trabalho – terão os pedreiros no Brasil.

Ser pedreiro no Brasil: uma aula em 10 passos

Talvez você não tenha percebido em você mesmo, ainda, todas as características que fazem parte do profissional que é pedreiro no Brasil. Agora é a hora de tirar a prova e ver quanto valor tem a sua carreira na construção civil.

1 – Apesar de ser considerado por muitos um emprego inferior, só trabalha de pedreiro quem tem muito amor à profissão e atenção aos detalhes. Aliás, ser pedreiro no Brasil deveria ser um dos ofícios mais bem pagos, já que sem o pedreiro o trabalho dos engenheiros e arquitetos não seria possível;

2 – Pedreiros são conhecidos por seu capricho – e indicados para outras pessoas justamente por isso. Se uma obra ficou pronta e está bem bonita, agradeça aos pedreiros, pois foi tudo pensado para isso;

3 – Muitos pedreiros são de origem humilde, mas isso não significa que não tenham educação. Pode faltar o diploma do ensino superior, mas nunca faltam modos e vocabulário para tratar com as pessoas em um canteiro de obras;

4 – Tem gente que acha que ser pedreiro no Brasil é só chegar em um canteiro de obras e colocar um tijolo em cima do outro… essas pessoas não sabem que a profissão de pedreiro exige preparação e planejamento. Sem uma maleta de ferramentas organizada com os melhores itens, por exemplo, não há muito o que ser feito dentro de uma obra;

5 – Existem dois tipos de pedreiro: o profissional e o falastrão. Enquanto o falastrão vai gastar metade do seu tempo de trabalho comentando sobre a vida e não fazendo absolutamente nada, o profissional vai assumir uma postura discreta, observadora e produtiva, para que os clientes fiquem satisfeitos e indiquem os serviços para outras pessoas;

6 – O pedreiro no Brasil tem que ser flexível e saber se adaptar frente a qualquer imprevisto, pois eles acontecem. Quanto mais soluções ele indica para os problemas que aparecem, melhor é sua imagem profissional;

7 – Quem acha que vida de pedreiro é fácil depois que sai da obra nunca o viu lendo artigos de blog ou vendo vídeos no YouTube, ou mesmo participando de eventos da área, para aprender como – e com o que – fazer melhor seu trabalho;

8 – Pedreiro é muito pontual, por mais que o senso comum queira falar o contrário. Geralmente, quem atrasa a obra (sem nenhuma justificativa boa) não é um bom pedreiro. Os bons profissionais mesmo, de verdade, não fazem hora, não chegam atrasados e não perdem o melhor horário para comer o almoço ainda quentinho!;

9 – Uma coisa que você vai custar a ver em um canteiro de obras é uma briga. O pedreiro pode defender seus argumentos com paixão, mas dificilmente perde a calma. Aliás, é muito comum ver amizades surgindo a partir do coleguismo criado nas construções;

10 – Pode parecer muito fácil colocar um tijolo em cima do outro ou dispor azulejos em uma parede. Também pode parecer bobeira, para quem vê, a preparação de um material, como cimento, para a aplicação na obra. Mas a verdade é que, sem a concentração típica do pedreiro no Brasil, tudo isso não pareceria simples se visto de fora. Afinal, só prestando atenção no que se faz seria possível construir edificações que durarão uma vida inteira.

E você, tem mais alguma curiosidade sobre ser pedreiro no Brasil que colocaria nessa lista?

Comments

Comentários


Deixe uma resposta