Cansado de precisar trocar o pneu da carriola? Temos a solução

Se você acha que é o único profissional que já não aguenta mais trocar o pneu da carriola, ficamos felizes em te contar que você achou errado: ninguém mais, no mundo, tem paciência para essa mão de obra!

O problema é que, quando feito de materiais comuns, o pneu da carriola é desenvolvido justamente para ter uma vida útil X e, depois, acabar nos dando trabalho e despesa. O pior é quando isso acontece bem no meio da obra…

E não adianta nada achar que, por ser apenas um em um carrinho de mão, esse item pode ser econômico até quando precisa ser trocado: o pneu da carriola não é uma das coisas mais baratas do mercado de construção civil e pode, inclusive, te fazer gastar além do valor que você já paga por ele, uma vez que, para trocá-lo, você vai precisar utilizar minutos ou horas de seu trabalho.

E, como todo pedreiro sabe, tempo é dinheiro!

Para trocar o pneu da carriola de um jeito mais rápido que o convencional, tirando só a câmara de gás, mas mantendo o pneu intacto, os passos são os seguintes:

  1. Virar o carrinho de mão ao contrário;
  2. Retirar o pneu segurando na extremidade e puxando o pino ou parafuso que prende seu eixo à carriola – etapa que pode necessitar de lubrificante e alicate caso o eixo esteja enferrujado por uso;
  3. Retirar o pneu do aro através de uma chave de fenda que vai levantar de maneira bem delicada as bordas para que nem o aro e nem o pneu sejam danificados no processo;
  4. Empurrar a haste da válvula do pneu pelo aro;
  5. Retirar a câmara de gás gasta e colocar a nova;
  6. Recolocar o pneu no aro;
  7. Empurrar a haste da válvula pela abertura;
  8. Encher a válvula de ar;
  9. Colocar o pneu cheio de volta no carrinho;
  10. Prendê-lo com um parafuso.

Esses são dez passos básicos de como trocar o pneu da carriola e temos certeza que você já sentiu sono no meio do processo. Afinal, é um trabalho braçal, pouco atrativo, que gasta tempo, que tira seu foco do serviço a ser feito e que, consequentemente, compromete a qualidade da sua obra.

Mas, então, como fazer?

Aposte em tecnologia para escolher o pneu da carriola

Já que sentar e chorar não é a solução, o jeito é resolver o impasse do pneu da carriola de uma vez por todas: colocando no carrinho um pneu que não fura e nem murcha.

De tão óbvio parece até mentira, mas pode confiar: a Flexborder entendeu essa dor terrível dos pedreiros em ter que resolver esse problema no meio da obra e desenvolveu o pneu da carriola mais interessante do mercado.

Feito de maneira ecologicamente correta, o Pneu Flexborder é muito resistente, podendo suportar até 100kg, e não fura, não estraga e nem murcha durante sua vida útil, que é de 200km. Haja obra para bater essa primeira meta de revisão, hein!

Ou seja: além de não ter mais que gastar seu próprio tempo trocando o pneu da carriola, porque esse não vai te dar esse aborrecimento, você ainda vai reduzir consideravelmente seus custos com um novo pneu sempre que o seu dá problema.

Isso sem contar que você vai inovar na obra de duas maneiras diferentes: por ele ser ecologicamente correto, ou seja, respeitar as taxas de emissão de gases para sua confecção e não se utilizar de matéria-prima não renovável, e por você não gerar mais lixo no meio ambiente comprando vários pneus que não poderão ser reaproveitados no futuro.

“Mas esse pneu da carriola que vocês estão sugerindo é mais caro que os do mercado!”.

Realmente ele não é tão barato quanto os outros: na loja Inove sua Obra ele custa pouco menos de sessenta reais. Contudo, pense a longo prazo: você vai fazer um único investimento para muitos e muitos quilômetros de uso.

Ou seja: na ponta do lápis, ele vai sair bem mais barato do que todos os outros.

Está pronto para desfrutar da melhor tecnologia possível e não trocar por um longo tempo o pneu da carriola? Então pode contar com a Flexborder e com a loja Inove sua Obra!

Comments

Comentários


Deixe uma resposta